Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

De Sedentário a Maratonista

A motivação também se treina!

Seg | 23.12.13

Muito para além dos treinos

José Guimarães
Até há algum tempo atrás eu tinha um estigma - talvez um preconceito - para com os ginásios: de todas as vezes que na minha vida experimentei frequentar um (foram duas na verdade), nunca passei lá mais de 1 mês. Depois acabava a “pica” e desistia. Mas se sempre foi assim, hoje as coisas são bem diferentes. E são diferentes porque a minha forma de olhar para o que faço e – mais importante – por que o faço, também é diferente. Quem me conhece sabe que treino com a equipa do Ultraman António Nascimento, num grupo que é mais uma pequena família do que propriamente aquela “malta-que-frequenta-o-mesmo-ginásio-que-eu”. Já lá treino há mais de 1 ano e não tenho planos para sair tão cedo. A razão para isso acontecer já a partilho. Este fim de semana esteve um frio do caraças! Na manhã de sábado o termómetro do carro marcava 4 graus, enquanto rumava a Queluz, para estar presente em mais um treino – o último - para a 39ª corrida de São Silvestre da Amadora. Apesar de estar lesionado num pé e de – por isso – estar impedido de correr, estive presente por questões profissionais ligadas ao meu trabalho na Pro Runner, mas, mesmo a trabalhar e sem poder correr, foi e será sempre um prazer rever amizades e conviver com as caras conhecidas de sempre. Estes treinos são orientados pela Rita Borralho, experiente ex-atleta olímpica que atualmente se dedica a treinar corredores, atletas ou amadores, integrados no seu grupo RB Running, uma empresa de assessoria desportiva. Quem me conhece desde o início das minhas corridas, vai fazer agora 3 anos, pode calcular como me soube bem rever este grupo. Afinal de contas, foi o primeiro grupo com quem tive treinos à séria (e "às séries"), até me dar a “pancada” das ultra-maratonas. Foi o grupo onde conheci a Susana, o Rui, o Alex, o Isidro e tantos outros que ainda hoje marcam pontos (e recordes) em corridas um pouco por toda a parte. Foi com eles que fiz a minha primeira São Silvestre da Amadora... e que corrida aquela!!! Mais tarde deixei o grupo porque os meus objetivos na altura já andavam a sonhar com o trail running e com as ultra-maratonas. É importante ter objetivos! Daí hoje olhar para trás e perceber porque é que já faz mais de um ano que treino com o António Nascimento. Perceber porque é que um gajo que há 1 ano atrás não fazia sequer 1.000m a nadar, hoje faz 4.000m, ou que não se sabia sequer sentar em cima de uma bicicleta, hoje faz treinos de 100km ao fim de semana com os amigos (também estavam 4º C na manhã de domingo, brrrr!!!), ou que não corria e hoje faz planos para correr aqui, aliacolá! É importante olhar para o passado e perceber no corpo como é que se conseguiu chegar onde chegámos (treinos e mais treinos, sem dúvida!), mas principalmente olhar para o presente e sentir na Alma o porquê de o querer continuar a fazer. Para mim, tudo isto só faz sentido se me inspirar, se me impulsionar e se - de alguma forma - contribuir para fazer de mim uma pessoa melhor! E sempre, mas sempre, na companhia dos melhores amigos! E a vocês, o que é que está para além dos vossos treinos? O que é que vos inspira a continuar?

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.